Pedacinhos de Mim

Quando estiver só vem me procurar...Ilumina minhas palavras com a luz do seu olhar.

Textos



O dia amanheceu calmo lá no pomar da Fazenda Passarada.
A fazenda tinha esse nome porque era o recanto preferido dos pássaros da região.
O sol já bem alto no céu brilhava forte e aquecia as águas do riacho que passava alegre e cantante entre as árvores do pomar.
As jabuticabas docinhas, refrescadas pelo orvalho da madrugada alimentavam os beija-flores e as laranjas vermelhinhas e saudáveis, esperavam os sabiás que chegavam do passeio diário pela natureza.
Pouco a pouco todos iam chegando para mais um dia de lida. As formigas carregando as folhas que a noite derrubou, as abelhinhas produzindo mel, as minhocas fertilizando a terra.
Florbela, Violeta e Malhada, as três vaquinhas leiteiras, a passos largos se dirigiam ao curral para serem ordenhadas e até a tartaruga Maria dá sua voltinha matinal pelo terreiro.
Já estava me esquecendo do Tonico, o burrinho que puxa a carroça da fazenda. E não é que ele já está prontinho para ir ao milharal?
Calixto o tomate gordinho, desce do tomateiro e sentado sobre a raiz do abacateiro, presta atenção na conversa de duas aranhas que falavam de seu infortúnio enquanto teciam sua teia.
- Precisamos ficar aqui, comadre fiandeira, protegidas do homem. Ah, se ele nos pega! Será que eles não sabem que somos importantes para o equilíbrio ecológico?
...E assim, entre uma conversa e outra o dia foi passando tranqüilamente.
No final da tarde duas borboletas azuis pousaram numa penca de camélias que pendia do galho. Começaram a conversar enquanto a joaninha Joana que já estava por ali há algum tempo, se acomodava entre as folhas para melhor ouvir a conversa.
- Que flores lindas e cheirosas, disse uma das borboletas.
- Você sabia que assim como os humanos e os animais as plantas têm vida?
- Hum... pensou a joaninha, será que elas andam também?
- Tem vida, e também se alimentam e são formadas de várias partes.
Novamente a joaninha pensou coisas, só que desta vez intrometeu-se na conversa e foi logo falando:
- Agora só falta dizer que uma planta tem cabeça, tronco e membros!
- Ah, sua boboca! As plantas têm partes sim: elas são formadas de raiz, caule, folhas, flores e algumas têm até frutos!
- Caule, mas o que é isso? Perguntou a joaninha.
- Escute bem joaninha Joana: Uma das partes mais importantes da planta é a raiz, pois é por ela que a planta se fixa na terra e retira dela a água e sais minerais para produzir seu alimento. O caule, outra parte da planta sustenta os galhos, as flores e os frutos e conduz o alimento para a planta. As folhas são responsáveis pela alimentação das plantas. Elas utilizam a luz do sol, a água e o gás carbônico do ar para fabricar seu próprio alimento. As flores, joaninha, são responsáveis pela reprodução de muitas plantas e é delas que nascem os frutos. Os frutos contêm sementes que darão origem a outras plantas.
- Nossa quanta coisa aprendi com vocês! disse a joaninha. Vou voar para o jardim e contar para minhas irmãzinhas tudo que aprendi aqui no pomar.
- Tchauzinho! Bzzzzzz...bzzzzzzzz...bzzzzzz


Augusta Schimidt
Enviado por Augusta Schimidt em 28/07/2005
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras